Você não é responsável pela dor daqueles que ignoram seus conselhos

Deus deu a cada um o livre arbítrio para fazer o que bem entender sobre suas vidas.  “Podes escolher segundo tua vontade, porque te é dado” (Moisés 3:17). Deus nos disse, por intermédio de Seus profetas, que somos livres para escolher o bem ou o mal.

É natural se importar em querer ajudar as pessoas ao qual gostamos.

A vida é formatada por fases onde vivemos situações boas e ruins. Isso nos atribui algum tipo de aprendizado, conhecimento e maturidade. Vamos conhecendo nossas dores e nossos limites, vamos notando que a vida está aí para ser vivida e se você não cuidar de si estará fadado ao fracasso, pois nem sempre terá alguém para estender a mão. É você quem toma suas decisões, certas ou erradas, você que as decide!

A questão é que na maioria das vezes nos importamos demais com alguém próximo do que com nós mesmos, e quando vemos essa pessoa fazendo escolhas erradas tentamos ajudar, pois a intenção é ser útil e evitar que ela/ele se machuque, mas nem sempre isso é possível.

Me pego a pensar que nem tudo cabe a nós fazermos. Se você tentou, tentou e não foi ouvido(a), deve entender que cada um viverá seu destino, e na maioria das vezes, só aprenderá quando se machucar, e olha que tem gente que nem assim consegue dar a volta por cima. Tem situações que o orgulho, a zona de conforto e a teimosia falam mais alto.

Saiba que: “Você não é responsável pela DOR daqueles que ignoram seus CONSELHOS”. (Leandro Moreira)

Vivi situações onde depositei minha energia, tempo e fé para ajudar pessoas próximas que estavam se autodestruindo, mas cada um tem que passar e viver as consequências de suas próprias escolhas.

Saiba que não há nada de errado em ajudar alguém, mas quando você entender que não está surtindo efeito, não se culpe! Não se torture! Ao contrário, tome cuidado para não se machucar, pois de tanto querer ajudar corremos o risco de sermos atingidos, sem culpa.

Lembre-se, você não é responsável pela DOR daqueles que ignoram seus CONSELHOS.

Espero poder ter contribuído em algo para sua vida.

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.