São Francisco, produtor de petróleo?!

Há alguns meses atrás observei uma chama de fogo no litoral de São Francisco, mais especificamente, na direção da praia de Guaxindiba. Em outra ocasião, visualisei uma estrutura que mais parecia uma plataforma, conversei com alguns pescadores e, confirmaram que alguns navios estavam em nosso litoral. Pois bem, há uma semana atras, um petroleiro nos disse, que foi encotrado poços de petróleo em nossa região, e que em breve seria divulgado.
Pensei imediatamente compartilhar essa notícia com os amigos(as) sanfranciscanos, mas necessitava de uma fonte, com informaçoes mais concretas. Leia abaixo uma matéria extraída do blog do Roberto Moraes:

-Embora o anúncio da Petrobras seja apenas da perfuração do poço de Sergipe, bloco BM-C-27, na Bacia de Campos, a cerca de 43 quilômetros do município, encerrada no último dia 26 de janeiro, a possibilidade de exploração no litoral passou a existir, e assim, o município poderá passar da condição de limítrofe a município produtor.

Os resultados da perfuração no litoral de São Francisco do Itabapoana, ainda não foram anunciados pela empresa, mas durou 84 dias e foi feita pela plataforma PA-37, que agora foi deslocada para o poço Guanabara, também em água rasa (lâmina d´água de até 600 metros) no mesmo bloco, na Bacia de Campos, mas já no litoral do município de São João da Barra, distante cerca de 63 quilômetros do continente. Aguardemos os desdobramentos, enquanto os royalties ainda existem.

4 thoughts on “São Francisco, produtor de petróleo?!

  1. O povo de São Francisco tem que unir em um bem comum, e não por política apoiando apenas o que interessa ao seu candidato pois se for assim nunca teremos nada pois sempre haverá oposição e situação, esses manifestos sobre petróleo já era para está acontecendo a muito tempo com passeatas e outros tipos de protestos como panfletagem no portal com a chegada dos feriadões , com a união de todos os políticos e o povo em um coletivo, nos devemos nos unir não só para criticar e por impecilho mas para apresentar soluções.

  2. Sem falsa modesta!
    Se tivessem me ouvido e seguido os passos que indiquei e orientei, o Município, a muito já estaria inserido no rol dos produtores de petróleo.
    No entanto, outras cabeças que se dizem pensantes,que olham muito mais pra dentro de si, buscaram caminhos que não levam a lugar nenhum.
    Infelizmente estamos e ainda vamos continuar esperando que a injustiça seja reparada!

  3. Anônimo disse…
    Como morador do Município de São Francisco de Itabapoana me sinto indignado e envergonhado com a atual administração pública municipal. Por isso venho através de você,amigo Noel Júnior, formador de opinião que é, tornar este caso público a fim de que possa ajudar este povo tão sofrido e sem voz, tomado por um sentimento de frustração e abandono.
    São incontáveis os casos de descaso e desmando da atual administração municipal, ferindo descaradamente o interesse público em detrimento de interesses privados. Tenho como dever mostrar a última “pérola” vinda da atual administração que tem como principal objetivo atender a seus interesses próprios, farreando com o dinheiro público num total descaramento.
    O caso em questão é abordado a partir de um informativo da Secretaria de Educação que foi fartamente distribuído em todo município pela secretaria de educação. O referido “jornal” fere os princípios da legalidade, impessoalidade, e moralidade, ou seja, desvia o sentido de uma mídia pública da prefeitura, para fazer uma divulgação pessoal do prefeito Beto Azevedo e da secretária de educação Yara Cintia da Rocha, que pretende vir com futura candidata a vereadora nas próximas eleições. Utilizando descaradamente o jornal para autopromoção. Infringe a própria Lei Orgânica, que deve funcionar como uma espécie de Constituição do município. Em seu artigo 124 a Lei Orgânica de São Francisco de Itabapoana afirma que “A publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos Órgãos Públicos deverá ser de caráter educacional, informativo ou de orientação social, dela podendo não constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou de servidores públicos”. Ao observarmos o jornal nota-se que é descarada a Propaganda institucional abusiva usando a máquina pública para promoção pessoal da secretária de educação e do prefeito ao mostrar ações e outros benefícios que teriam surgido durante a gestão de ambos. Ora isto é uma bofetada em nossa cara. Será que nos consideram tão burros, assim como eles são, para não enxergamos a descarada autopromoção?
    O referido informativo estampa a logomarca do atual governo e da secretaria de educação e as fotografias do prefeito e da secretária em 1ª página, assim como em todas as demais páginas, além de sequer possuir um expediente com jornalista responsável, tiragem, gráfica etc. Como se observa o informativo não possui um fim específico que se destine a educação, formação ou aprimoramento da consciência comunitária, desvirtuando-se para promoção pessoal do prefeito e da secretária de educação cometendo assim o flagrante desrespeito aos valores nucleares que informam as ações do Poder Público no País. Por todo o exposto conclui-se que o pretendido documento de informação institucional não tem essência educativa nem é voltado à promoção da educação. As perguntas que urgem são: como foi pago tal publicação? A mesma foi submetida a avaliação do Conselho Municipal de Educação? Quem vai pagar a conta? Será que novamente a população assistirá estarrecida mais uma impunidade na república do maracujá? O alerta foi dado. Com a palavra o Ministério Público e o T R E…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.