Rosinha segue afastada do cargo

O Plenário do TSE rejeitou o recurso por unanimidade, com o placar de 7 a 0.
O Agravo foi uma tentativa para que a Corte modificasse a decisão proferida pelo relator, que não reformou a decisão do TRE/RJ, que havia afastado Rosinha Garotinho do cargo no dia 1º de julho deste ano. Desta forma a Prefeita continuará aguardando o julgamento do mérito fora do cargo, o que ainda não tem data acontecer. O prefeito em exercício, Nelson Nahim (PR), continua a frente do Executivo.
Em palavra, o ministro disse que: “Isso aqui é apenas uma liminar, posso até eventualmente vir a mudar de idéia depois”, afirmou. A prefeita alega que a entrevista que teria motivado a condenação aconteceu apenas uma vez e que não configura propaganda eleitoral antecipada, apenas “propostas de políticas públicas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.