Prefeito pode ser afastado do cargo

O desvio de R$ 14 milhões nas verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) destinadas ao Hospital São José do Avaí, em Itaperuna, levou o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) a ajuizar Ação Civil Pública (ACP) com pedido de tutela de urgência, para obrigar o município a aplicar integralmente os recursos federais nas suas finalidades específicas.
O MP também requer a quebra do sigilo bancário da conta pela qual o município recebe a verba do SUS; que seja determinada a indisponibilidade dos bens dos réus; o afastamento do cargo do prefeito Fernando da Silva Fernandes, o Paulada, por 180 dias; e que os réus também sejam condenados ao ressarcimento integral do dano (R$ 14 milhões); a perda da função pública; a suspensão dos direitos políticos, por 8 anos; e ao pagamento de multa civil, de duas vezes o valor do dano (R$ 28 milhões), entre outras medidas. Fonte: A Mosca Azul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.