Os maiores aprendizados da vida ocorrem nos momentos mais difíceis

 

Diante da situação que assola o Mundo, eu me pegava a pensar qual o ensinamento e proveito que a humanidade poderia tirar de toda essa situação envolvendo o Covid-19. Parece coisa de filme de ficção, onde poucos acreditariam que algumas das cenas seriam traduzidas em realidade, mas aí está, um “congelamento” da vida diária do indivíduo.

O texto abaixo, traduz bem o momento em que vivemos. Acompanhe.

” Algo invisível chegou e colocou tudo no lugar.
De repente os combustíveis baixaram, a poluição baixou, as pessoas passaram a ter tempo, tanto tempo, que nem sabem o que fazer com ele.
Os pais estão com os filhos, em família.
O trabalho deixou de ser prioritário, as viagens e o lazer também.
De repente silenciosamente, voltamo-nos para dentro de nós, para entendemos o valor da palavra solidariedade.
Num instante damos conta que estamos todos no mesmo barco, ricos e pobres, que as prateleiras dos supermercados estão vazias e os hospitais cheios e que o dinheiro e os seguros de saúde, que o dinheiro pagava, não têm nenhuma importância, porque os hospitais privados foram os primeiros a fechar.
As garagens e parques estão parados, igualmente os carros top de linha ou ferro velhos antigos, simplesmente porque ninguém pode sair.
Bastaram meia dúzia de dias para que o UNIVERSO estabelecesse a igualdade social, que se dizia ser impossível novamente .
O MEDO invadiu todos.
Que isto sirva para nos darmos conta da vulnerabilidade do ser humano.
Não se esqueçam, BASTOU MEIA DÚZIA DE DIAS.

Autor Desconhecido via Blog do Noel Junior
.
Recebi esse texto e para mim, fez todo sentido! É hora de parar, refletir e de sermos resilientes para superar esse momento difícil.

Resiliência é ter a capacidade de se adaptar em relação a situações adversas que se apresentam na vida. Agir com resiliência significa conseguir superar problemas, pressão, obstáculos, traumas, tragédias e outras fontes significativas de stress mantendo o equilíbrio psicológico e emocional.

A resiliência não é uma questão de mudar o fato ocorrido, mas sim de se posicionar frente a ele de tal forma que seja possível superá-lo. Adaptação é a palavra-chave.

Seguimos juntos!

Deus é bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.