Novas eleições para Prefeito

Eleições 2010- Giro pelo Brasil

Neste domingo(18), a populção de seis cidades do território nacional, foram as urnas votar para prefeito nas Eleições Complementares. Confira abaixo, a relação dos Municípios em seus respectivos Estados.

-Além de Nossa Senhora dos Remédios e Isaías Coelho, no Piauí, os eleitores de São Francisco do Maranhão (MA) escolheram ontem seu novo prefeito entre os dois candidatos ao cargo: Francisco Ademar dos Santos (DEM), conhecido como Chico Pechó, e Valdivino Alves Nepomuceno (PDT).
-Em Riachão do Dantas, Sergipe, a realização do novo pleito para escolha do prefeito foi definida nos últimos momentos. Depois da cassação do antigo prefeito, Laelson Menezes (PTdoB), por abuso de poder político e econômico, em 2008, o TRE-SE marcou novas eleições.
-Em Araras, região centro-oeste de São Paulo, mais de 89 mil eleitores vão escolher o novo prefeito da cidade. Eleito em 2008, Pedro Eliseu Filho (DEM) foi cassado por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. Concorrem ao comando do município o petista Nelson Brambila e Pedro Eliseu Sobrinho (PSL).
-No sul do Espírito Santo, os 6.400 eleitores do município de Apiacá vão escolher entre três candidatos: Umberto Alves de Souza (PRP/PPS/PTB), João Guizzi (PSDB) e Paulo de Tarso Figueiredo (PT).
Estado do Rio de Janeiro
O TRE-RJ aprovou nesta segunda-feira (12) a Resolução que regulamenta a eleição suplementar para a Prefeitura de Valença, que vai ocorrer no dia três de outubro, mesma data do primeiro turno das eleições gerais deste ano. A coincidência vai permitir que todos os eleitores inscritos até cinco de maio estejam aptos a votar também para prefeito. Pela legislação eleitoral, só participa de um pleito quem estiver alistado até 151 dias antes da eleição. Duas urnas vão ser instaladas em cada seção eleitoral de Valença, uma delas exclusivamente eleger o novo prefeito.
As convenções partidárias vão ser realizadas entre os dias 14 e 18 de agosto e os pedidos do registro de candidatura devem ser requeridos por partidos e coligações até as 19 horas do dia 19 de agosto. Caso o partido deixe de fazer o pedido, os candidatos escolhidos em convenção podem fazê-lo, individualmente, até 23 de agosto. A propaganda eleitoral vai ser permitida a partir de 20 de agosto e o horário eleitoral gratuito no rádio e televisão pode ocorrer a partir de dois de setembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.