Homem sem memória usa diário para não esquecer vexame do Brasil

O vexame protagonizado pela Seleção Brasileira diante da Alemanha na última terça-feira (8) assombrará uma geração de brasileiros pelo resto da vida. Mas, para um morador de Lins (SP), a derrota já é uma lembrança distante e, daqui a pouco, simplesmente deixará de existir. O aposentado Otávio Aparecido Costa Sanches, de 53 anos, sofre de perda de memória retrógrada e só se lembra de fatos ocorridos há até sete dias.
Para contornar o problema, ele faz centenas de anotações diárias, que vão desde assuntos corriqueiros até tópicos mais marcantes, como o placar de 7 a 1 para a Alemanha. “Hoje [quinta-feira, 10] eu ainda tenho algumas lembranças do jogo, mas a minha impressão é que aconteceu há uns quatro meses, então é tranquilo. Sempre vou saber que teve esse jogo e esse resultado, mas não vou ter a sensação de ter vivenciado. Acho que isso é bom”, afirma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.