Deputado pode perder mandato

Um parecer da Procuradoria Geral Eleitoral leva para cada vez mais longe as esperanças do quase ex-deputado João Peixoto de continuar deputado e, também, de vir a ser o candidato a prefeito de Campos “Anti-Elite” de Sérgio Cabral.

Na quarta-feira, a vice-procuradora Geral Eleitoral Drª Sandra Cureau deu parecer na Ação de Impugnação de Mandato Eletivo por captação ilícita de sufrágio (compra de votos) e abuso de poder econômico, manifestando-se, em nome do Ministério Público Eleitoral, “pelo acolhimento da preliminar de intempestividade da defesa, e, no mérito, pelo provimento do recurso”.

Em outras palavras, segundo o PGE, os advogados do deputado João Peixoto perderam mesmo o prazo para apresentar a sua defesa, ao contrário da reconsideração da juíza de Campos, que permitiu a inclusão da defesa de João Peixoto fora do prazo. O que significa, que se o ministro Gilson Dipp acolher o parecer da promotoria em decisão monocrática, o deputado João Peixoto perde automaticamente o mandato, sem mais recursos. Fonte: Blog do Esdras -Folha da Manhã

One thought on “Deputado pode perder mandato”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.