Conselho de Ética aprova relatório que recomenda a cassação de Cunha

Foram 11 votos a 9, contra o presidente afastado da Câmara. O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou o relatório do deputado Marcos Rogério, que recomenda a cassação do mandato de Eduardo Cunha.
As contas dos dois lados indicavam um empate, com o voto de minerva do presidente do Conselho de Ética, o deputado José Carlos Araújo, ainda contra Eduardo Cunha. Nem foi preciso, porque o placar não chegou a ficar empatado.
Dois votos, com os quais aliados do deputado afastado contavam, foram perdidos: um deles, era o voto da deputada Tia Eron (PRB-BA), que fez bastante mistério nos últimos dias e era apontada como defensora de Cunha. E o outro voto, ainda mais impressionante: de Wladimir Costa do Partido Solidariedade do Pará, integrante da tropa de choque de Eduardo Cunha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.