Como eliminar o ronco e ter um sono de qualidade usando o Air Sleep

ronco é a vibração das vias aéreas (nariz e garganta) em decorrência de uma dificuldade da passagem de ar. Depois dos 40 anos idade, estima-se que aproximadamente quatro de cada dez pessoas roncam; e depois dos 60 anos esse número cresce para seis de cada dez pessoas. Apesar de comum, o ronco merece atenção quando começa a provocar “quebras” frequentes do sono.

Pneumologista e integrante da Unidade de Medicina do Sono do Hospital Sírio-Libanês, o dr. Maurício da Cunha Bagnato explica que o ronco está ligado ao relaxamento de uma musculatura que temos na região da garganta. Por isso, tudo que altera o funcionamento normal dessa musculatura pode ser considerado como fator de risco para o ronco, como:

  • Envelhecimento.
  • Obesidade.
  • Dormir de barriga para cima.
  • Consumir bebidas alcoólicas próximo ao horário do sono.
  • Ter o queixo retroposicionado (para trás).
  • Ter amígdalas e adenoides grandes.

O ronco também costuma ser mais comum nos homens do que nas mulheres. “Os hormônios femininos formam um tipo de proteção natural da musculatura da garganta”, explica o dr. Bagnato. “Enquanto os homens começam a roncar por volta dos 40 anos de idade, as mulheres normalmente começam depois dos 50 anos, quando as oscilações hormonais aumentam”, compara.

Prejuízos na saúde relacionados ao ronco

Apesar de a maioria das pessoas não perceber, o ronco tende a atrapalhar o sono, provocando sintomas como cansaço, sonolência, irritação, dificuldade de raciocínio e perda de reflexo ao longo do dia.

O sono ruim também interfere na leptina — um dos hormônios responsáveis pela regulação da saciedade, o que pode fazer com que a pessoa passe a comer mais e engorde. O ideal é dormir de sete a oito horas, ininterruptas, todas as noites.

Outro problema de saúde relacionado ao ronco é a apneia. Esse distúrbio consiste no fechamento total das vias aéreas durante o sono, fazendo com que a pessoa tenha pequenas pausas respiratórias. “A respiração para muitas vezes por períodos superiores a dez segundos, e a pessoa se mexe na cama, suspirando fortemente e fazendo caretas”, descreve o dr. Bagnato.

Ao provocar falta de ar, a apneia do sono impulsiona o organismo a lançar mais adrenalina no sangue, aumentando a pressão arterial e a resistência à insulina. Ou seja, as pessoas com apneia têm maior tendência a desenvolver hipertensão e diabetes, aumentando assim o risco de doenças cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral (AVC).

Os cuidados contra o ronco e a apneia dependem do grau de obstrução das vias aéreas. Em muitos casos, pode ser indicada apenas a eliminação do fator causador do problema, como perda de peso, redução do consumo de álcool à noite ou reposicionamento corporal ao dormir (indica-se dormir de barriga para baixo ou de lado).

Outra forma de resolver os problemas causados pelo ronco é fazendo o uso do Air Sleep.

 O que é Air Sleep?

Trata-se de uma tecnologia nova e muito eficiente para o tratamento de ronco e apneia do sono. O clipe de silicone age como um dilatador nasal para que as laterais das narinas não se estreitem quando você respira profundamente. Dessa forma, o ar circula mais adequadamente nas vias aéreas superiores. Air Sleep também evita a vibração na garganta causada pela respiração inadequada.

BENEFÍCIOS:
-Anti-ronco: pare de roncar na primeira noite!
-Combate a apneia: melhora a circulação nas vias aéreas superiores
-Confortável, flexível e leve
-Seguro e higiênico
-Melhora a qualidade do sono: acorde mais descansado e com mais ânimo!

Qual é a validade de Air Sleep?

Desde que higienizado e acondicionado adequadamente, não há prazo de validade. A higienização pode ser feita com sabão neutro e álcool. Air Sleep deve ser acondicionado no invólucro onde foi recebido.

CLIQUE AQUI E ADQUIRA O SEU AIR SLEEP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.