Comerciantes fazem manifestação por reabertura de Lagoa de Cima

Comerciantes realizaram, na manhã deste sábado (17), uma manifestação contra a permanência das barreiras sanitárias na entrada de Lagoa de Cima. Durante o ato, os manifestantes atearam fogo em galhos para fechar a pista. De acordo com os proprietários de estabelecimentos da localidade, as barreiras não estariam sendo mantidas em outras regiões de Campos, como Farol de São Thomé.

Em nota, a Prefeitura disse que “a barreira sanitária no acesso a Lagoa de Cima tem o intuito de evitar aglomerações, conforme ocorreram em períodos anteriores. A secretaria de Segurança Pública estuda a possibilidade de maior flexibilização no acesso ao local ou mesmo a suspensão de barreira”.

O comerciante Carlos Alberto da Conceição Silva, de 34 anos, explicou que a categoria tenta entender o motivo de a restrição estar sendo mantida na localidade.

— Nós somos comerciantes, e o comércio caiu em 80% em Lagoa de Cima. O acesso à praia e a alguns lugares está livre, e aqui continua fechado até hoje. Por que só aqui? Queria saber o que está acontecendo — questionou.

Segundo Carlos Alberto, os manifestantes teriam sido informados, pelo secretário de Segurança Pública, Darcileu Amaral, de que as barreiras em Lagoa de Cima serão encerradas na localidade a partir deste domingo (18). “Se realmente resolverem o que prometeram a gente, não vamos fazer mais manifestações. Se continuar, vamos fechar a estrada de novo e por quantos dias for possível”, declarou.

Fonte: Folha da Manhã
Foto: Antônio Cruz / Silvana Rust

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.