Chuvas alagam várias comunidades em São Francisco de Itabapoana

As fortes chuvas que vem caindo, constantemente, em vários estados e cidades brasileiras, estão trazendo preocupações aos moradores de São Francisco de Itabapoana.

Várias comunidades sofrem com ruas e casas alagadas em vários pontos do município, que por sua enorme extensão geográfica tem os acessos, as vezes, dificultados pelos próprios moradores que desejam sair, e também, pelo poder público ao prestar socorro e assistência as famílias.

Na praia de Guaxindiba valas foram abertas para escoamento das águas.

Como forma de escoar o volume das águas, o poder público se dirigiu a Avenida Atlântica da praia de Guaxindiba e abriu valas direto para o mar. Esse procedimento já havia sido feito em anos anteriores, quando duas valas foram abertas, mas dessa vez, foram necessário quatro a cinco aberturas de valas para que facilitasse o escoamento das águas presas nas residências e ruas da praia, impossibilitando moradores de entrar e saírem de suas casas.

 

No momento em que nossa reportagem visitava uma das valas abertas na Av. Atlântica, a prefeita Francimara chegou, também ao local, e relatou  como tem sido difícil dar conta de tantas ocorrências causadas pelas chuvas. Equipes da prefeitura estão trabalhando pela madrugada com medidas para ajudar no processo de escoamento das águas.  ” Tenho visitado famílias estado precário, mas que se recusam a sair de suas casas, e não tem sido fácil aceitar essa situação. A extensão geográfica do município é grande e não temos estruturas suficientes para atender. A Defesa Civil possui apenas um veículo. Nossos maquinários são limitados para atender a demanda. Tentei alugar máquinas, mas não foi possível devido a demanda de outros municípios, recorri ao empresário José Renato Pontes que emprestou  máquinas, onde a mesma, vem nos auxiliando nas ações que estamos realizando.” Disse a prefeita, que ao sair do local que estávamos, foi dar atenção a uma família de turistas de Campos dos Goytacazes, que teve o quintal de sua casa debaixo d’água.

Em alerta! Os extremos do município onde está localizado a Praia de Gargaú, que sofre influencia direta do Rio Paraíba do Sul e das comunidades de Barra do Itabapaoana e Lagoa Feia, que recebem as águas do Rio Itabapoana – na divisa com estado do Espírito Santo – começam a ficar em alerta em virtude do peso das águas que caem em SP e MG, podendo seguir para estes rios e aumentando o nível dos mesmos. Se isso vier a ocorrer, dezenas de famílias correm sérios riscos de serem atingidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.