“Cassaçao de Beto”

Uma situação inusitada ocorreu com a cassação do Prefeito Beto Azevedo. Embora tratasse de eleição de 2008 o juiz utilizou a tese da lei da ficha limpa. Que é de 07 de junho 2010. Talvez essa confusão tenha facilitado o retorno do Prefeito Beto Azevedo no TRE. O juiz que retornou Beto, sustentou a tese que o processo passou muito tempo para ser julgado.

De quem foi a culpa da morosidade? E a quem interessa isso? A cidadania precisa de uma reposta. Não se discute aqui as decisões porque não é de nossa competência, mas o elogio e crítica dentro dos limites constitucionais estão garantidas pela carta de outubro. São Francisco do Itabapoana não merece esse clima de instabilidade que afeta a ordem administrativa. Fonte: Blog A Mosca Azul

Nota: Pronto, e agora, acabou?!

One thought on ““Cassaçao de Beto””

  1. É, realmente parece que a culpa é do cidadão de São Francisco a lentidão no julgamento. Muita gente sabe que o promotor eleitoral pediu a cassação ainda do registro de candidatura do então candidato Beto. Não podemos esquecer também que como está claro a influência do Governador Cabral na farra das liminares, Garotinho foi peça chave ,tanto na vitória do Beto, como também em sua influência( no período homem forte no PMDB, em impedir a cassação antes da diplomação. Portanto, não podemos esquecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.