Bugres invadem as dunas de Atafona e destroem vegetação

Dias depois da Secretaria de Meio Ambiente de São João da Barra, a pedido do grupo de whattsapp “Quarentena Atafona”, começar a plantar cactos à margem das dunas que se formam na avenida Atlântica daquela praia, um grupo de ‘bugueiros’ jogou por terra, ou melhor, por areia abaixo, todo o trabalho inicial.

A legislação proíbe que veículos com tração, inclusive motocicletas, se locomovam pelas dunas, mas digamos assim, aquela área parece “uma areia sem leis” para lembrar terra sem lei. Motoqueiros, jipeiros e donos de bugres não respeitam a legislação ambiental, e isso tem agravado significativamente o problema.

Moradores da orla de Atafona quando perceberam a aglomeração de bugres nas dunas acionaram a Guarda Municipal de São João da Barra, mas a desordem acabou antes de os agentes chegarem. Placas dos veículos foram anotas pelos moradores e devidamente fotografadas.

“É um absurdo que a praia esteja se mobilizando para impedir que as dunas avancem sobre o asfalto e as casas e essa gente com seus veículos comprometendo o trabalho. Revolta a gente que está se esforçando tanto”, disse uma moradora que pediu para não ser identificada.

Os moradores querem que a Guarda Municipal de São João da Barra passe a monitorar aquele trecho de praia com agentes, principalmente nos fins de semana e se for possível vir até utilizar sistema de câmeras de vigilância.

“Só assim vamos inibir essa ação. Eles, os motoristas destes veículos podem até não saber, mas estão cometendo um crime ambiental. Em todos os sentidos, até para a própria segurança deles essa prática é inaceitável”, concluiu a mesma moradora.

Fonte: Jornal Terceira Via

Foto: Ralph Braz / Pense Diferente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.