Flamengo domina, leva susto, mas está na final da Taça Guanabara

Tudo parecia tranquilo para o Flamengo, que jogava muito bem e abriu 3 a 0 no Fluminense. Mas, na reta final da partida, a equipe de Jorge Jesus baixou o ritmo, viu o adversário diminuir para 3 a 2 e correu o risco de levar o empate – que classificaria o rival. Com três finais pela frente, serviu de alerta.

Para Filipe Luís, que marcou seu primeiro gol com a camisa rubro-negra, o pecado que o time costuma cometer é relaxar demais quando acredita estar com uma vitória assegurada. Algo que aconteceu, por exemplo, contra o Vasco (4 a 4) e Goiás (2 a 2), na última temporada.

Depois de se classificar para a final da Taça Guanabara (contra o vencedor de Boavista e Volta Redonda), o Flamengo decide no próximo domingo, em Brasília, contra o Athletico-PR, o título da Supercopa do Brasil. Na quarta-feira seguinte, dia 19, começa o duelo com o Independiente del Valle pela Recopa Sul-Americana.

– Quando nosso time tira o pé do acelerador, sente. Acontece. Já aconteceu ano passado. Acho que não é questão física, é mental. Simplesmente achamos que já está ganho. É uma falta que não faz, uma bola que não dá o valor que deveria dar… Eu me incluo nisso – disse Filipe Luís. Fonte: G1 /Foto: André Durão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.